sexta-feira, junho 29, 2007

. . .indefinida.

"(...)tenho ideias que não tenho, sentimentos que não sinto
sou imagem de outra imagem que se fez não sei de quê
procuro a minha rota, descobrindo que não minto ...


não sou forte nem sou pedra nem sou muro levantado
nem sou obra que se erga pouco a pouco, tempo afora
antes sou como uma ideia que se despe do passado
uma planta enraizada na sina da sua hora(...)"

2 comentários:

João Heitor disse...

Mesmo na indefinição, nós somos o que somos.
Somos nós mesmos.
Sem tirar nem pôr.
Com virtudes e defeitos.
E aí, reside a nossa essência...
Beijinho

Luis Oliveira disse...

procuras te definir?
Se formos mais facil de definir somos mais faceis de se entendidos..
http://sabiamque.blogspot.com/2007/07/best-of-2.html