terça-feira, junho 05, 2007


Vai caminhando desamarrado

Dos nós e laços que o mundo faz
Vai abraçando o desenlear
de outros abraços que a vida dá

Vai-te encontrando na água e no lume
Na terra quente até perder
O medo, o medo levanta muros
E ergue bandeiras pra nos deter
Não percas tempo,
O tempo corre
Só quando dói é devagar
E dá-te ao vento
Como um veleiro
Solto no mais alto mar
Liberta o grito que trazes dentro
E a coragem e o amor
Mesmo que seja só um momento
Mesmo que traga alguma dor
Só isso faz brilhar o lume
Que hás-de levar até ao fim
E esse lume já ninguém pode
Nunca apagar dentro de ti
Não percas tempo
O tempo corre
Só quando dói é devagar
E dá-te ao vento
Como um veleiro
Solto no mais alto mar


Mafalda Veiga




Obrigada pela força que nos ensinas-te a ter sempre, pela energia que nos transmitirás sempre, obrigada pela simpatia, pelo amor em ensinar, pelo carinho por nós todos…

“…porque o futuro esse ninguém o adivinha, por isso não acreditem quando vos dizem que não vão estar a altura, que não tem futuro! “

1 comentário:

João Heitor disse...

O futuro está e estará sempre nas nossas mãos...
Beijinhos amiga